TRANSFORMANDO SUOR EM OURO

Resumo do livro TRANSFORMANDO SUOR EM OURO

Como centenas de milhares de adolescentes na década de 1980, cresci apaixonado pelo vôlei. Quando íamos para a rua montar a rede e "repetir" a atuação dos nossos ídolos, não me lembro de alguém que dissesse: "Eu sou o Bernardinho." Quase todos queriam representar o papel dos titulares e não do levantador reserva. Bernardinho não tinha vaga na seleção da minha rua.
Poucos poderiam imaginar que ali, no banco de reservas da seleção, atento a tudo, estivesse sendo gerado o maior técnico da história do voleibol brasileiro e um dos maiores símbolos de liderança do Brasil. O obscuro jogador reserva da geração de 1980 tornou-se um craque do esporte no nosso país - o grande astro do jogo coletivo.
Bernardinho é o divisor de águas num país que precisa aprender a importância da cooperação, da solidariedade e do trabalho em equipe. Diga que seus jogadores são baixos e Bernardinho os fará saltar mais alto. Diga que são fracos no bloqueio e ele irá torná-los os melhores do mundo.
A essência dessa transformação é a crença numa equação simples que nada tem de matemática: Trabalho + Talento = Sucesso. Não por acaso o trabalho vem antes do talento. Para Bernardinho, a ordem desses fatores altera o produto. Apoiado no seu próprio exemplo como jogador, ele aposta no esforço e na perseverança, na disciplina e na obstinação.
Quando vai a empresas dar suas palestras, a razão dos aplausos freqüentes é uma só: as lições do Bernardinho se aplicam a qualquer setor da atividade humana. Ele se tornou aos poucos o símbolo da liderança moderna. Democrático, franco, aberto, mas seguro no momento de decidir.
Há muitas frases ditas pelo Bernardinho que merecem ser guardadas para nossa reflexão. Certamente neste livro você irá encontrar várias delas. Algumas simples, outras complexas, mas todas com um conteúdo que resume, em pequenas doses de sabedoria, o segredo de tanto sucesso.
O antigo jogador reserva que não tinha vaga na seleção da minha rua é atualmente um dos brasileiros mais cobiçados pelas grandes empresas do país.
João Pedro Paes Leme

Autor:
Bernardinho

4 comentários:

isabella disse...

tipow eu achoq ue vc devia ter contado o final ia fikar muito melhor pq as vezes a gente quer saber o final pra fazer uma prova e ai ? entende é issoo!o começo tah daorah sakas?

Juliana Sbampato Bravim disse...

Na verdade esse texto não é um resumo criado, e sim copiado do próprio livro, que falta de imaginação!!!!

Isa disse...

Nossa, ctrol C + ctrol V,XEROX do livro!!!

Anônimo disse...

Li o livro para fazer uma resenha, trabalho exigido pela faculdade. Mas estou impressionada com o comentário acima(Isabella).Além de ler o livro,li artigos sobre o assunto,pesquisei as ferramentas de uma resenha,li resenhas de internautas,discuti o assunto co colegas,pedi um help ao prof. de português,pelo simples fato de não quero fazer lixo e sim u m trabalho decente.Não quero apenas passar pela faculdade.Mas o que esperar de uma pessoa que começa um texto com"tipo eu acho".Pobre português...maltratado sem dó ou piedade!