TENDA DOS MILAGRES

Resumo do livro TENDA DOS MILAGRES

Na "Tenda dos Milagres", na ladeira do Tabuão, em Salvador, onde o amigo Lídio Corró mantém uma modesta tipografia e pinta quadros de milagres de santos, o mulato Pedro Archanjo atua como uma espécie de intelectual orgânico do povo afro-descendente da Bahia. Autodidata, seus estudos sobre a herança cultural africana e sua defesa entusiástica da miscigenação abalam a ortodoxia acadêmica e causam indignação entre a elite branca e racista.
A história é contada retrospectivamente, em dois tempos. Em 1968, a passagem por Salvador de um célebre etnólogo americano admirador de Archanjo desencadeia um revival de sua vida e obra. Para a comemoração do centenário de nascimento do herói redescoberto, arma-se todo um circo midiático. Contrapondo-se a essa apropriação política da imagem de Archanjo, sua trajetória é narrada paralelamente como foi preservada na memória do povo: os amores, as polêmicas com os luminares da universidade, os confrontos com a polícia.
Ao contar a história desse herói complexo, também conhecido como "Ojuobá, os olhos de Xangô", Jorge Amado traça um painel da cultura negra baiana e de sua resistência contra a repressão violenta a que foi submetida nas primeiras décadas do século xx, resgatando e exaltando manifestações como o candomblé, a capoeira, os afoxés e o samba de roda.
Escrito em 1969, com a verve e a sensualidade habituais do escritor, Tenda dos Milagres atesta seu amor à cultura afro-brasileira e seu humanismo radicalmente libertário.
O livro foi adaptado com sucesso para o cinema, por Nelson Pereira dos Santos, e para a televisão, como minissérie da Rede Globo. Além do posfácio do historiador João José Reis, a nova edição traz ainda cronologia e caderno de imagens com fotografias, ilustrações e capas de edições estrangeiras do romance.


Autor: Jorge Amado
Editora: Companhia das Letras
Ano de Lançamento: 2008
Número de Páginas: 320
ISBN: 9788535912906
Fonte:www.livrariasaraiva.com.br

12 comentários:

agnes disse...

Oii.

Sou 2ºAno do segundo grau, e achei o livro com uma leitura dificil, a linguagem eh muito antiquada, tem que se ter um dom para interpretação para que haja um bom entendimento do livro.
O RESUMO FOI BOM!

Anônimo disse...

SOU UMA PESSOA JÁ DE 46 ANOS E TENHO UMA NETA DE 12 ANOS QUE A ESCOLA EXIGIU QUE ELA LÊ-SE ESSE LIVRO MESMO LENDO E NÃO COMPREENDENDO, RESOLVI OLHAR O RESUMO PARA PODER AJUDÁ-LA MELHOR, FOI MUITO BOM E AGRADEÇO DESDE JÁ ESSA FORÇA DE VOCÊS, ELA ESTA NO OITAVO ANO OU SEJA SÉTIMA SÉRIE,E ACHO MUITO COMPLICADO PRA UMA CRIANÇA ENTENDE-LO, MESMO ASSIM, AGRADEÇO A TODOS PELAS INFORMAÇÕES.tania-nas@hotmail.com

Anônimo disse...

olá tenho 17 anos curso o 2 ano e achei a linguagem do livro bem complexa mas ele é bom!

Denise disse...

olá tenho 17 anos curso o 2 ano e achei a linguagem do livro bem complexa mas ele é bom!

Anônimo disse...

Olá,
Tenho 17 anos, estou cursando o 3º ano do ensino médio e li a obra recentemente, em função do vestibular. Apesar de conter descrições de atos da intimidade dos personagens, o que considero extremamente desnecessário, o livro aborda algumas temáticas muito pertinentes: a tendência do brasileiro a desprestigiar a cultura e a produção intelectual nacional e exaltar tudo o que é importado; o acesso ao conhecimento não se restringe às academias, pois a escola é apenas um espaço privilegiado para o aprendizado, mas o saber está em todo o lugar, ao alcance de todos os que buscam, como se vê na personage de Pedro Archanjo, protgonista da estória. Não achei a linguagem antiquada, até porque se trata de um livro modernista, mas há certas expressões descritivas de rituais do candomblé, que também acho dispensáveis, que dificultam muitas vezes a compreensão.
No mais, recomendo a leitura, principalmente para aqueles que se interessam pela história do povo baiano, retratada com muita propriedade por Jorge Amado.

Anônimo disse...

o filme é um pouco chato, não cheguei a ler o livro porque to sem tempo e preciso fazer uma peça dessa história, não entendi muito bem, e ainda nem sei como vou fazer a peça, a história é um pouquinho complicada, mais até que o resumo ajudou ! VLW ;*

carla disse...

ola tenho 17 anos vou prestar vestibular e nas sugestões de leitura o livro foi indicado.
sua interpretação é complexa, assim recorrendo a um resumo basico como este fica mais fácil..

Roberto Tertuliano disse...

Olá, acabo de me graduar em História e sou fascinado pela cultura afro-brasileira. É redundante, mas necessário reafirmar que a Bahia tem um débito eterno com Jorge Amado e nós baianos temos a obrigação moral de manter essa valorização da nossa identidade.
Quero parabenizar o resumo comentado do livro "Tenda dos Milagres" e lembrar a todos a necessidade de nos tornarmos multiplicadores dessa idéia, não esquecendo que foi aqui na Bahia que, com essa forte influência africana, que se inicia a formação da nossa identidade nacional, da qual tanto nos orgulhamos.
Um abraço,

Anônimo disse...

Essa pessoa aí que postou no dia 13 de julho de 2011 19:45.... Olhe só, eu tenho a mesma idade que você. Li o livro tbm em função do vestibular, mas, cá pra nós, você não passa de uma otária pegajosa! Pelo maor de Deus, dizer que é dispensável as coisas que você disse.. dá vontade de encher sua boca de brita e porrada pra ver se aprende a falar direito! Puta que pariu...! Vá estudar moleca (=

Anônimo disse...

Estou na 7º serie a minha escola toda está trabalhando com jorge amado e minha sala ficou com tenda dos milagres , estou amando o livro.

Anônimo disse...

Me ajudou a fazer um enredo!

Anônimo disse...

Meu Deus, os aspectos do candomblé e as intimidades dos personagens dispensáveis..... Quem é esse ser que falou essa besteira????? Abra a mente filho(a) e CRESÇA.... Conhecer, ler é SABER, COMPREENDER E principalmente evoluir.